Corticotomia Alveolar: Indicações e Efeitos



Titulo:
Corticotomias Alveolares na Ortodontia: Indicações e Efeitos na movimentação dentária.

Autores:
Dauro Douglas Oliveira,
Bruno Franco de Oliveira,
Rodrigo Villamarim Soares.

Publicação:
Dental Press J Orthod 2010 July-Aug;15(4):144-57

Resumo:


 Palavras-chave:
Corticotomias alveolares. Movimentação ortodôntica. Ortodontia acelerada. Tratamento ortodôntico.


Link para o artigo: aqui

Mais um pouco de TORQUE




Definição:
Torque é a manobra que consiste em torcer o arco sobre si próprio. O torque é o deslocamento do ápice radicular produzido pelo movimento de torção.

Indicados para obter relações corretas de oclusão
O torque incorporado no fio – torção é um movimento de 3ª ordem.

Tomando o plano horizontal como referência,
- Torque vestibular: é quando o fio apresenta uma torção em direção vestibular.
- Torque lingual: é quando o fio apresenta uma torção em direção lingual .

Os torques podem ser voluntario ou involuntário, vestibular, lingual, neutro, passivo, ativo, resistente, continuo e progressivo:

1 Torque Neutro: é quando o fio através do seu segmento forma 0º  com plano horizontal.

2 Torque Passivo: é quando a torção do fio coincide com a inclinação do   “ Slot “ do braquete ou com a luz do tubo.

3 Torque Ativo: é quando a torção não coincide com a inclinação do “slot’ do
braquete ou com a luz do tubo.

4 Torque Resistente: é quando resiste a um movimento provocado por outros componentes.

5 Torque Ativo Progressivo: é quando a torção se estende progressivamente ao longo de um segmento de arco.

6 Torque Ativo Continuo é quando todo segmento de arco apresenta a mesma torção.

Fonte:

Centro de Estudos de Ricketts - http://www.centrodeestudosdericketts.com.br

Hábitos Bucais Nocivos: #01 – Sucção de dedo.

Antes de tentar corrigir hábitos bucais nocivos, deve-se analisar o papel do hábito em questão na etiologia da maloclusão.

O profissional deve preocupar-se com o controle dos hábitos deletérios para a oclusão; hábitos bucais indesejáveis que não afetam a oclusão podem ser tratados de maneira mais adequada por profissionais de outra área, como, por exemplo, o psicólogo.

Uma avaliação fonoaudiológica e psicológica são imprescindíveis na ajuda para remover qualquer hábito bucal nocivo, uma vê que o fator emocional está intimamente relacionado, bem como alterações musculares.

Fase I
Sucção normal do polegar, subclinicamente significante.
 - Do nascimento até mais ou manos 3 anos de idade.
- Frequente na maioria das crianças.
- Em geral, a sucção é resolvida naturalmente.

Fase II
Sucção de polegar clinicamente significante.
 - Dos 3 aos 6 anos de idade.
- Atenção mais séria, pois:
a. é uma indicação de possível ansiedade clinicamente significante;
b. é a melhor época para resolver os problemas dentários relacionados com a sucção digital.
- Definir programas de correção.

Fase III
Sução de polegar não-tratada.
- Qualquer sucção que persiste após o quarto ano de vida.
- Pode ter outros problemas, além da maloclusão.
- Requer tratamentos ortodôntico e psicológico.


Fonte:

Caderno de Odontopediatria – Ortodontia na Dentadura Decídua – Diagnostico, Planejamento e Controle.- Selma Sano Suga –
Santos Livraria Editora.

Reabsorção Radicular: Pacientes Bruxônomos X Pacientes sem Sinais Clinicos

Titulo:
Estudo Comparativo da Reabsorção Radicular Apical em Pacientes Bruxônomos e Pacientes sem Sinais Clínicos de Desgaste Dentário.

Autores:
Rebeca ODEBRECHT,
Graziela L. CANTO,
Adriana C. BORTOLON

Publicação:
R Dental Press Ortodon Ortop Facial Maringá, v. 9, n. 2, p. 44-49, mar./abr. 2004

Resumo:



Palavras-chave:
Bruxismo. Reabsorção radicular


Link para o Artigo: aqui

Uso dos Mini-implante na Retração Anterior: Maxila

QUANTIDADE DE IMPLANTES: 02 mini-implantes;
LOCAL DE INSTALAÇÃO: Entre os segundos pré-molares e os primeiros molares superiores;
FINALIDADE:  Ancoragem direta para a distalização anterior, com diminuição de possíveis movimentos indesejáveis de mesialização da unidade de ancoragem.
FORÇA: Deverá ser calibrada até 300 g de cada lado, caso sejam distalizados os seis elementos dentários.

A mecânica de retração, com extrações, podes ser classificada em três categorias:
1 - Puxada alta
2 - Puxada média

3 - Puxada baixa



1 – MECÂNICA DE RETRAÇÃO COM PUXADA MÉDIA:
Altura de instalação: 8 a 10 mm acima do fio;
Força aplicada do mini-implante ao gancho (6 a 7 mm de altura) localizado entre lateral e canino;
Plano oclusal original pode ser mantido;

Tratamento de paciente que apresenta sobremordida normal.


2 – MECÂNICA DE RETRAÇÃO COM PUXADA BAIXA:

Altura de instalação: menor do que 8 mm acima do fio;
Força aplicada do mini-implante ao gancho localizado entre lateral e canino;
Plano oclusal, usualmente, irá girar em sentido horário;

Tratamento de paciente que apresenta tendência de mordida aberta.


3 – MECÂNICA DE RETRAÇÃO COM PUXADA:

Altura de instalação: + 10 mm acima do fio principal;Força aplicada do mini ao gancho localizado entre lateral e canino;
Plano oclusal, usualmente, irá girar em sentido anti-horário;

Tratamento de paciente que apresenta sobremordida profunda ou tendência

Toxina Botulínica - BOTOX – o seu uso na Odontologia


Toxina Botulínica - BOTOX – o seu uso na Odontologia

Toxina Botulínica se tornou um excelente meio auxiliar no tratamento odontológico.
Algumas situações em que a toxina pode ser administrada com excelentes resultados:
- Disfunções e dores na ATM:
        A toxina é um meio auxiliar com fins terapêuticos e resultado satisfatório nestes casos e na maioria das vezes dispensa o uso da placa de relaxamento para dormir.

- Bruxismos:
        Grande parte das pessoas erroneamente descarrega sua tensão através dessas duas atividades que causam grandes prejuízos dentários, musculares e ósseos. A toxina tem uma importante ação para bloqueio desses hábitos excessivos.

- Dores de cabeça de origem dentária (parafunção):
        A toxina age diminuindo a hiperatividade muscular, reduzindo a contração inconsciente que gera dor.

- Sorriso gengival (exposição excessiva da gengiva):
        Isso ocorre quando no momento do sorriso o paciente monstra mais de 3mm de gengiva. Esta exposição excessiva da gengiva traz um grande desconforto estético. A toxina controla a quantidade que o lábio sobe durante o sorriso trazendo suavidade e delicadeza ao sorriso.


A aplicação é rápida e simples, desde que feita por um profissional capacitado para tal procedimento.

Técnica Biofuncional X Roth - Tratando uma Classe III

Título:
COMPARAÇÃO DOS RESULTADOS CEFALOMÉTRICOS OBTIDOS COM AS PRESCRIÇÕES ROTH E BIOFUNCIONAL NO TRATAMENTO DA CLASSE III

Autor:
CHRISTIAN ZAMBERLAN ANGHEBEN

Publicação:
Dissertação apresentada à Unidade de Ensino Superior Ingá, como parte dos requisitos para a obtenção do título de Mestre em Odontologia. Área de Concentração Ortodontia - Orientador: Prof. Dr. Fabrício Pinelli Valarelli

RESUMO:
O objetivo deste trabalho foi comparar os resultados cefalométricos da prescrição Biofuncional com a prescrição de Roth em pacientes com má oclusão de Classe III. A amostra contou com dois grupos de pacientes adultos tratados com cada prescrição.
Para cada indivíduo de ambos os grupos, corresponderam uma telerradiografia em norma lateral inicial e uma final e modelos de estudos.
Os efeitos do tratamento foram avaliados através de 36 variáveis cefalométricas lineares e angulares.
Utilizou-se o teste t independente para comparar as diferenças entre os dois grupos e o teste t dependente para a comparação intragrupos.
Os resultados mostraram que a prescrição Biofuncional inclinou menos os incisivos inferiores para lingual, projetou o ponto A, corrigiu
melhor a relação Wits e melhorou o perfil facial.
Como conclusão, tem-se que esta prescrição promoveu uma melhora estética facial através de um tratamento ortodôntico com uma aparência menor de compensação dentária.

Palavras-Chave:
Classe III; má oclusão; tratamento não cirúrgico; compensação dentoalveolar; sem extração.


Link para a Tese: aqui

# 36 - Faça Bem-feito na Primeira vez. - 100 Dicas para Valorizar a sua Imagem

36 - Faça bem-feito na primeira vez.

“O prêmio por uma coisa bem-feita e tê-la feito”                                     Ralph Waldo Emerson

Apesar de a eficiência ser uma bandeira da produtividade, teimamos em optar por ‘quebra-galhos’ em vez de consertos definitivos. Preferimos, pelo triste legado da lei do menor esforço, um paliativo a encontrar uma solução definitiva.

Você já deve ter ouvido alguém comentar que se quisesse resolver certo problema definitivamente, teria que falar com Fulano de Tal. Então, nada melhor do que associar sua marca a um resolvedor de problemas.

Seja ate mesmo chato em querer fazer bem-feitas as coisas. Isso lhe dará uma boa fama. Antes de entregar um trabalho, pergunte-se se isso era o melhor que você poderia fazer. Se não for, refaça-o, mas sempre entregue o melhor de si.

Fonte:
Marketing Pessoal. 100 Dicas para Valorizar a sua Imagem –
Sady Bordin Filho –
Record

Eu recomendo o livro:


Eu recomendo o livro:

Dicas para otimizar a Ortodontia
Marden Bastos
Dental Press

Este livro descreve, passo a passo, dicas clínicas para resolver problemas comuns na prática ortodôntica.

Bem ilustrado, bem didático e com uma arte gráfica perfeita. Esse livro não pode faltar na sua biblioteca particular.

04 Dicas para manter o seu sorriso sempre jovem e bonito.


Manter um sorriso bonito e jovial é mais fácil que você pensa…
Um sorriso bonito e cativante é sempre bem-vindo em qualquer lugar!


Então, aqui vão algumas dicas:

1 – Manter uma excelente higienização diária:
A dica mais importante!
Ter uma boa higienização diária evita vários problemas, tais como cárie, gengivite e mau-hálito…
Vá ao dentista e faça, para completar a higienização diária, uma profilaxia profissional de tempos em tempos.

2 – Substitua restaurações e prótese com problemas:
Atenção!
Prótese não é pra vida toda...
Substitua prótese e restaurações danificadas.
Hoje, está acontecendo uma verdadeira revolução na área da estética odontológica. As resinas e porcelanas estão quase à beira da perfeição.
Conheça o “Spa Odontológico”: Você entra na clínica de manhã e sai à noite com um sorriso todo novo e bonito. É claro que tudo tem o seu custo, e já falo: Não é barato, mas, o que vale mais: você ou um bem-material qualquer?
Lembre-se:
“Os dentes mudam o sorriso. O sorriso muda a face. A face muda a expressão. A expressão muda a vida!”

3 – Faça correção ortodôntica dos seus dentes:
Nada deixa um sorriso mais antiestético do que os dentes fora do lugar.
Corrija-os!!!

4 – Façam clareamento:
Dentes claros e radiantes transmitem uma sensação de jovialidade e confiança. Há vários meios de realizar um clareamento.

O melhor? É aquele que o seu Dentista indicar! 

A versatilidade clínica do Arco Utilidade.

Título:
A versatilidade clínica do Arco Utilidade

Autores:
Márcio Antonio de Figueiredo,
Claudia Tebet Peyres de Figueiredo,
Masato Nobuyasu,
 Gervásio Yoshio Gondo,
Danilo Furquim Siqueira

Publicação:
R Dental Press Ortodon Ortop Facial , Maringá, v. 13, n. 4, p. 127-156, jul./ago. 2008

Resumo:
Dentro da ciência Bioprogressiva, o arco utilidade, juntamente com o quadrihélice, é o dispositivo mais conhecido e utilizado para o tratamento de inúmeras más oclusões.
Com um desenho ao mesmo tempo simples e original, o arco utilidade tornou-se parte integrante do arsenal ortodôntico utilizado nos períodos das dentaduras mista e permanente. O nome do arco é uma referência à grande versatilidade que este dispositivo oferece, e devido aos vários efeitos que o mesmo pode promover durante o tratamento.
Este artigo destina-se a discutir a fabricação, a ativação e o uso clínico do arco utilidade de Ricketts no tratamento ortodôntico, além de descrever alguns dos princípios da técnica ortodôntica Bioprogressiva.
Pode-se concluir que o arco utilidade é um aparelho extremamente versátil, com inúmeras possibilidades clínicas, sendo capaz de intruir, extruir, avançar ou retrair os incisivos superiores e inferiores; manter, diminuir ou aumentar o espaço no arco inferior; além de ancorar os molares inferiores. Entretanto, uma das maiores vantagens de seu uso consiste na correção de más oclusões do tipo Classe II, com mordida profunda.

Palavras-chave:

Bioprogressiva. Arco utilidade. Ortodontia.

Quais são os benefícios do tratamento com Aparelho Ortodôntico:

1.    Melhora na estética e no sorriso:
Um belo sorriso aumenta seu carisma e cativa as pessoas.

2. Melhor digestão:
A correta oclusão melhora a mastigação, tornando a digestão mais eficaz; uma vez que os alimentos chegam ao estômago melhor triturados.


3. Melhor dicção e fala:
O tratamento ortodôntico pode beneficiar, também, a articulação da fala; melhorando a comunicação e a auto estima.

4. Higienização mais fácil:
A escovação é mais eficiente com os dentes alinhados. Os dentes vem posicionados facilitam a aplicação da escova de dente, escova interdental e o fio dental, o que proporciona uma higiene mais completa.

Fonte:Morelli Ortodontia

Aos Mestres, com carinho!

Podemos passar inúmeras dificuldades, e ter de batalhar muito para alcançar certos objetivos. 
Podemos deixarmo-nos consumir pelo trabalho, e perder noites de sono ou deixar de passar finais de semana com a família apenas por que temos extrema necessidade de conseguir recursos para mantermos uma vida digna.
Podemos chorar com o coração partido a perda da pessoa amada ou de um ente querido.
Podemos, por tanta coisa negativa que aconteça, julgarmos que tudo sempre dar errado conosco e maldizermos nossa sorte.


Mas, a Vida é Superação! 


Nós não nascemos andando...

Não nascemos falando... 
Nem pensando tanta bobagem - 
Assim, e o que não podemos, em hipótese alguma, é perdermos o ânimo, o espírito, e nossa capacidade de amar, de se superar e de viver!

Rumo á vitória!

Dra. Janaína Crespo e a sua Família.
Dr. Giovanni de Carvalho e sua Mãe!





Você já sabe utilizar o 'Tubo Cruzado'?

Tubo Cruzado é um dispositivo valioso nos tratamentos ortodônticos, permitindo liberdade de 
posicionamento em diferentes pontos de ancoragem.

Veja a sua aplicabilidade:
01 - Verticalização de molar


02 - Fechamento de espaço:


03 - Perda de Ancoragem: - Muito bom, opção para quem não quer utilizar o mini-implante


04 - Cantilever:


05 - Vertcalização de Molar sem extrusão:

Ancoragem Mínima: 05 Métodos

Cinco métodos para você fazer uma ancoragem mínima em seu paciente.
Qual desses métodos você gostaria de saber mais?

1 - Escudo Labial ou Bumper Labial;
2 - Elásticos Intermaxilares;
3 - Fios de Amarrilho;
4 - To-in / Toe-out;
5 - Tip back.

Veja o que você pode fazer com um Arco Dupla Chave.

Este arco permite:

- Fechar completamente os espaços remanescentes com apenas um arco.

- O controle das inclinações axiais durante a retração.

- O fechamento dos diastemas de mesial para distal ou distal
para mesial, ou seja, com perda ou não de ancoragem.

- Controlar a inclinação e a rotação de caninos.

- Um maior número de ativações.

- Usar alças como suporte para o uso de eventuais elásticos de Classe II.

- Adaptação do arco de Asher na região anterior para controle da sobremordida durante a retração.

Fonte:
Professor: Hideo Suzuki

Estabilidade da Correção do Apinhamento

Título:
Estabilidade da Correção do Apinhamento Ântero-Inferior na Má Oclusão de Classe II de Angle, tratada com a Extração de Dois E Quatro Pré-Molares.

Autor:
MAURO C. AGNER BUSATO.

Publicação:
Dissertação apresentada à Faculdade de Odontologia de Bauru, Universidade de São Paulo, como parte dos requisitos para obtenção do título de Mestre em Odontologia, área de Ortodontia.
BAURU – 2003

Resumo:
O objetivo desse estudo foi comparar a estabilidade de correção do apinhamento ântero-inferior, em pacientes portadores de má oclusão Classe II, que haviam se submetido a tratamento ortodôntico com duas ou com quatro extrações de pré-molares. Os resultados demonstraram que não houve diferença entre os dois grupos para a recidiva pós-tratamento do apinhamento inferior, bem como para as mudanças pós-contenção no comprimento e na largura do arco inferior. Portanto, pode-se esperar o mesmo grau de recidiva da correção do apinhamento inferior em pacientes com má oclusão de Classe II, quando o tratamento é conduzido com extrações de dois pré-molares superiores, ou quando realizado com extrações de quatro pré-molares.

07 Vantagens dos Bráquetes Autoligados


Os braquetes autoligados apresentam algumas vantagens em relação aos convencionais. Entre elas podemos destacar:

1. Menor Atrito:
Os autoligados apresentam menor atrito do braquete com o fio e, com isto, menor resistência ao deslocamento dos dentes. Uma vantagem a mais deste sistema é a possibilidade de aplicação de força de menor intensidade com resposta mais eficiente.

2. Movimentos mais rápidos:
Alguns tipos de movimento podem ser obtidos de forma mais rápida e eficiente com os autoligados. A fase de nivelamento e alinhamento, correção de apinhamentos, os movimentos de rotação, as mecânicas de deslize (retração de dentes posteriores ou mesialização) e o tracionamento de dentes ectópicos ou inclusos, geralmente podem ser realizados em tempo menor.

3. Facilidade na troca dos arcos:
As pesquisas e a prática clínica têm demonstrado que a troca de arcos é muito mais rápida neste sistema. Mais rápido mais fácil e mais confortável para o paciente, para o profissional e para a equipe.

4. Tempo de tratamento menor:
Alguns autores chegam a quantificar, sugerindo que o ativo com autoligado tende a ser de 4 a 9 meses mais rápido.
No entanto, esta diminuição do tempo pode apresentar variações dependendo da filosofia de tratamento. No sistema autoligado, a primeira fase do tratamento poderá ser realizada em tempo menor, realmente.
No entanto, isto só ocorrerá se o ortodontista estiver atento às trocas dos arcos. Se as trocas não forem realizadas no período determinado, o tratamento irá se alongar e o paciente será tratado com a duração de tempo semelhante a do tratamento convencional.

5. Melhor higiene:
As ligaduras elásticas são facilmente contaminadas pelo streptococos mutans e a manutenção destas entre as consultas, aumentam a tendência de formação de placa e inflamação gengival. Os autoligados são mais higiênicos, proporcionando melhor resposta, por prescindir delas.

6. Número de consultas menor:
Os pacientes que utilizam o sistema autoligado podem e devem ser agendados com intervalos maiores entre as consultas após o término da montagem do aparelho. De acordo com a necessidade das trocas dos arcos, os intervalos entre as consultas podem ser de 8 ou 10 semanas.

7. Reabsorção Radicular:
Apesar de se obter movimentação mais rápida, não tem sido observado aumento de reabsorção radicular nos casos tratados com estes braquetes.

Fonte: Professor Doutor Alexandre Ponce

Indico: 1.001 dicas em Ortodntia e seus Segredos

Eu Indico o livro: 

Título:
1.001 Dicas em Ortodontia e seus Segredos.

Autores:
Esequiel E. Rodríguez Yáñez
Rogelio Casasa Araujo
Adriana C. Natera M.

Edtora:
REVINTER
AMOLCA

Comentário:
Esse livro aborda vários assuntos dentro da Ortodontia como: Ancoragem, Mordida Aberta, Distalização, Mordida Cruzada e muitos outros. 
Dá dicas de diversas maneiras de usar um aparelho, bem como suas indicações, vantagens e desvantagens.

É um bom livro para quem estiver iniciando na arte da Ortodontia, e um tomo de consulta para quem quer variar uma mecânica, pois os autores apresentam várias alternativas para um mesmo problema.

Mas fique atento, pois, na edição em Português, a tradução não foi realizada com muito cuidado. Há alguns erros grosseiros e termos que não são usados no português.

Obs: Compre o livro...

- Copyright © CETROblog - Hatsune Miku - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -